Venham se divertir!

Venham se divertir!
Artesanatos, receitas, reportagens, idéias etc
Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 11 de maio de 2010

SER MÃE E SER MULHER...


SER MÃE E SER MULHER


A maternidade é, sem sombra de dúvidas, um dos eventos mais importantes na vida da mulher. Ao dar a luz, o foco da atenção volta-se para o filho e a mulher abandona parte dos cuidados que antes dispensava a si mesma
 
Embora esta mudança de foco seja necessária, pois o bebê realmente necessita de toda atenção da mãe, algumas mulheres acabam esquecendo-se de si próprias e tendo dificuldades de retomar a preocupação consigo mesmas. Esta situação faz com que, para algumas mulheres, a maternidade se transforme no momento desencadeador da obesidade.

Atendendo pacientes obesas, percebi que muitas delas queixavam-se do fato de haver engordado após o primeiro filho. Em muitos casos, o aumento excessivo de peso ocorreu durante a gestação, fase que pode facilitar o início do consumo exagerado de alimentos.
 
“Saber recuperar o investimento em si mesma é fundamental para que a mulher possa viver de maneira equilibrada”
Entretanto, mesmo após o parto, algumas mulheres continuam se alimentando de forma incorreta. Para elas, amaternidade torna-se o fato mais importante da vida e, por conseqüência, deixam de investir nos cuidados com o corpo, com a alimentação e com a beleza, abrindo caminho para o início daobesidade.
Embora a maternidade realmente exija muito da mulher, esta não deve ser um pretexto para que ela esqueça de si própria. Após os períodos iniciais da vida do bebê, é importante que a mãe possa voltar a investir em si mesma e se enxergar como mulher.
Assim, ela não sofrerá com a queda de sua auto-estima e poderá manter-se atraente aos olhos dos outros e aos seus. Este investimento garantirá que ela sinta-se mais satisfeita consigo mesma, o que trará reflexos positivos no relacionamento com seu bebê e com todos a sua volta.
Finalmente, cabe dizer que é necessário que toda mulher possa compreender que ser uma mãe atenta e dedicada é algo que pode conviver harmoniosamente com o fato dela também ser mulher e querer cuidar de si.
Saber recuperar o investimento em si mesma, após um período de dedicação exclusiva ao bebê é fundamental para que a mulher possa viver de maneira equilibrada, investindo na felicidade de seu filho e também na sua.